20
Fri, Oct

Cérebro
Noticias Tecnica
Typography

Ainda não se conhece com exatidão a causa do Mal de Parkinson, e nem a cura para a doença, mas existe tratamento. E ultimamente houve avanços significativos no tratamento de alguns dos sintomas mais importantes que são tremor e rigidez. Esses são sintomas que limitam o paciente progressivamente.

Ainda não se conhece com exatidão a causa do Mal de Parkinson, e nem a cura para a doença, mas existe tratamento. E ultimamente houve avanços significativos no tratamento de alguns dos sintomas mais importantes que são tremor e rigidez. Esses são sintomas que limitam o paciente progressivamente.

 

 

Segundo o neurocirurgião funcional e especialista em movimentos voluntários, Cláudio Fernandes Corrêa, a doença afeta cerca de 200 mil pessoas por ano no Brasil, atingindo normalmente pessoas a partir dos 60 anos, mas pode atingir os mais jovens também. Estes, quando desenvolvem a doença, têm a evolução dos sintomas de maneira mais grave e rápida, gerando uma limitação progressiva, alterando a fala, a deglutição, gerando incapacidade para movimentos, além dos tremores.

 

As causas da doença podem ser genéticas, mas isto ainda não está comprovado cientificamente. Também existe a relação de trabalhar com inseticida, microtraumas no crânio, alterações vasculares da circulação que podem ser algumas das outras possibilidades.

 

O neurocirurgião explica que a doença é degenerativa começa numa estrutura à base do encéfalo (cérebro) e as células produtoras de dopamina deixam de produzir e mais tarde outros grupos celulares também têm uma falência.