20
Fri, Oct

Typography

De quantas horas de sono você realmente precisa? A National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, acaba de apresentar um guia com a indicação para cada fase da vida. Constatou-se que os bebês de quatro meses até os adolescentes de 17 anos apresentam maiores variações de horas do que se pensava anteriormente. Os dados são do jornal Daily Mail.

Para chegar ao guia definitivo, uma equipe de 18 especialistas de sono, anatomia e fisiologia, bem como pediatria, neurologia, gerontologia e obstetrícia analisaram dados científicos por dois anos. “É importante ressaltar que o painel enfatizou que algumas pessoas podem dormir mais ou menos do que os tempos recomendados, sem efeitos adversos. No entanto, as pessoas com duração de sono muito fora da faixa normal podem estar envolvidas em restrição voluntária do sono ou ter graves problemas de saúde”, afirmou o relatório.

Vale lembrar que estudos anteriores ligaram a falta de sono com maior risco de obesidade, doenças cardíacas e diabetes, diminuindo a expectativa de vida. “Esta é a primeira vez que qualquer organização profissional desenvolveu lista de durações de sono recomendada específicas por idade com base em uma avaliação rigorosa e sistemática da literatura científica mundial relativa à duração do sono para saúde, desempenho e segurança”, comentou o presidente do conselho de administração da instituição, Charles Czeisler.

Confira os dados:
- Recém-nascido (0 a 3 meses): faixa de sono diminuiu para 14 a 17 horas por dia, antes era de 12 a 18 horas;
- Bebê (4 a 11 meses): faixa do sono ampliou para 12 a 15 horas, antes era de 14 a 15 horas;
- Criança (1 a 2 anos): faixa de sono ampliou para 11 a 14 horas, antes era de 12 a 14 horas;
- Pré-escolar (3 a 5 anos): faixa de sono ampliou para 10 a 13 horas, antes era de 11 a 13 horas;
- Criança em idade escolar (6 a 13 anos): faixa de sono ampliou para 9 a 11 horas, antes era de 10 a 11 horas;
- Adolescente (14 a 17 anos): faixa de sono ampliou para 8 a 10 horas, antes era 8,5 a 9,5;
- Adulto jovem (18 a 25 anos): faixa de sono é de 7 a 9 horas - categoria nova;
- Adulto (26 a 64 anos): faixa de sono não mudou e continua a ser de 7 a 9 horas;
- Adulto mais velho (65 anos ou mais): faixa de sono é de 7 a 8 horas – categoria nova

Dicas
Os especialistas afirmam que alguns conselhos simples, mas eficazes, podem ajudar a dormir melhor. Entre eles estão aderir a um horário de sono regular (mesmo no fim de semana), praticar um ritual de dormir relaxante, exercitar-se diariamente e desligar toda a tecnologia algum tempo antes de ir para a cama.

De quantas horas de sono você realmente precisa? A National Sleep Foundation, dos Estados Unidos, acaba de apresentar um guia com a indicação para cada fase da vida. Constatou-se que os bebês de quatro meses até os adolescentes de 17 anos apresentam maiores variações de horas do que se pensava anteriormente. Os dados são do jornal Daily Mail.

Para chegar ao guia definitivo, uma equipe de 18 especialistas de sono, anatomia e fisiologia, bem como pediatria, neurologia, gerontologia e obstetrícia analisaram dados científicos por dois anos. “É importante ressaltar que o painel enfatizou que algumas pessoas podem dormir mais ou menos do que os tempos recomendados, sem efeitos adversos. No entanto, as pessoas com duração de sono muito fora da faixa normal podem estar envolvidas em restrição voluntária do sono ou ter graves problemas de saúde”, afirmou o relatório.

Vale lembrar que estudos anteriores ligaram a falta de sono com maior risco de obesidade, doenças cardíacas e diabetes, diminuindo a expectativa de vida. “Esta é a primeira vez que qualquer organização profissional desenvolveu lista de durações de sono recomendada específicas por idade com base em uma avaliação rigorosa e sistemática da literatura científica mundial relativa à duração do sono para saúde, desempenho e segurança”, comentou o presidente do conselho de administração da instituição, Charles Czeisler.

Confira os dados:
- Recém-nascido (0 a 3 meses): faixa de sono diminuiu para 14 a 17 horas por dia, antes era de 12 a 18 horas;
- Bebê (4 a 11 meses): faixa do sono ampliou para 12 a 15 horas, antes era de 14 a 15 horas;
- Criança (1 a 2 anos): faixa de sono ampliou para 11 a 14 horas, antes era de 12 a 14 horas;
- Pré-escolar (3 a 5 anos): faixa de sono ampliou para 10 a 13 horas, antes era de 11 a 13 horas;
- Criança em idade escolar (6 a 13 anos): faixa de sono ampliou para 9 a 11 horas, antes era de 10 a 11 horas;
- Adolescente (14 a 17 anos): faixa de sono ampliou para 8 a 10 horas, antes era 8,5 a 9,5;
- Adulto jovem (18 a 25 anos): faixa de sono é de 7 a 9 horas - categoria nova;
- Adulto (26 a 64 anos): faixa de sono não mudou e continua a ser de 7 a 9 horas;
- Adulto mais velho (65 anos ou mais): faixa de sono é de 7 a 8 horas – categoria nova

Dicas
Os especialistas afirmam que alguns conselhos simples, mas eficazes, podem ajudar a dormir melhor. Entre eles estão aderir a um horário de sono regular (mesmo no fim de semana), praticar um ritual de dormir relaxante, exercitar-se diariamente e desligar toda a tecnologia algum tempo antes de ir para a cama.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS